Primeiro parque para crianças deficientes de São Paulo é inaugurado.



mae-filho-brincando-parque-adaptado-67598

Em abril de 2012, o executivo Rudi Fischer largou uma bem-sucedida carreira no Banco Itaú para trabalhar em casa e ficar mais próximo da primeira filha, Anna Laura, então com três anos de idade. Um mês depois, no entanto, a menina morreu tragicamente em um acidente de carro.

A dor da perda seria parcialmente aplacada naquele mesmo ano, durante uma viagem a Israel, quando Fischer fez uma espécie de imersão nos preceitos do judaísmo. “Aprendi que deveria realizar algo positivo em nome dela para ajudar a elevar sua alma”, lembra. Faltava o formato para implementar o plano, que foi encontrado em Jaffa, a 50 quilômetros de Jerusalém, quando ele conheceu um escorregador adaptado para crianças com deficiência(possuía uma rampa em vez de escada).

Nasceu ali a ideia de construir o primeiro parquinho infantil acessível da cidade de São Paulo, que foi inaugurado no dia 25 de janeiro em uma unidade da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), no Parque da Mooca, na Zona Leste.

Batizada de Anna Laura Parques para Todos, a iniciativa conta com a colaboração da própria AACD, que disponibilizou terapeutas para ajudar a projetar os brinquedos, ao lado de engenheiros e arquitetos voluntários. Ao todo são quinze peças no local, como balanços para crianças com dificuldades motoras e equipamentos com recursos para o uso por cadeirantes.

CursosTopo
O investimento total foi de 120 mil reais, bancados integralmente por Fischer, hoje aposentado do mercado financeiro. A ação será levada adiante com a inauguração de mais espaços semelhantes, o próximo no Parque do Cordeiro, em Santo Amaro, ainda neste ano. Outros devem ser implantados em cidades como Recife e Porto Alegre. “É emocionante poder ajudar o próximo por meio de uma homenagem à minha filha”, diz. Ele ainda pretende lançar um livro com a história da menina nos próximos meses e fundar uma ONG de auxílio a pais em luto.

Via Veja

12 thoughts on “Primeiro parque para crianças deficientes de São Paulo é inaugurado.

  • 20 de janeiro de 2016 at 08:59
    Permalink

    Rudi Fisher obrigada por essa linda homenagem aos portadores de necessidades fisicas, só quem tem pessoas especiais sabem como é difícil… GOstaria de pedir sua ajuda em um projeto desses no parque do Carmo, pois na periferia temos muitas crianças com deficiência físicas, que nao tem como ser uma vida social devido as condições financeiras. Estão peço a sua ajuda. Tenho uma filha de 15anos com deficiência física e só eu sei como é difícil dar uma vida ativa para ela, gostaria de poder viajar com ela, fazer passeio que outras crianças da idade dela faz, mas realmente isso não é tão simples assim. Sai do Banco Itaú também para ficar mais próximo à elas, tenho 3filhas, sei que não será fácil ficar com 3pequenas em casa, mais tenho a certeza que foi a escolha certa. Crescer com o amor da mãe não tem preço. Então peço a sua ajuda no que vc souver de benefícios para portador de deficiência física me ajude à descobrir. Um grande abraço.

    Reply
  • 25 de janeiro de 2016 at 02:16
    Permalink

    Nao eh crianca deficiente eh crianca com deficiencia.;)

    Reply
  • 27 de janeiro de 2016 at 12:59
    Permalink

    Crianças sem dificuldades podem brincar neste parque?
    Eh muito saudavel integrar toas as crianças, com e sem deficiencias. Isto eh “inclusão social”. Parabens pela iniciativa!

    Reply
  • 28 de janeiro de 2016 at 14:25
    Permalink

    Que local de sao paulo fica esse parque?

    Reply
    • 11 de fevereiro de 2016 at 13:06
      Permalink

      Fica no parque da Mooca na zona leste de SP.

      Reply
  • 31 de janeiro de 2016 at 17:14
    Permalink

    Parabéns Rudi Fisher! Você foi a capitão de um movimento que vai trazer alegria para muitas crianças! Parabéns também aos que aderiram ao projeto. São pessoas como vocês que melhoram o mundo!

    Reply
  • 1 de fevereiro de 2016 at 00:31
    Permalink

    Parabéns..tenho um filho com sequela de encefálica. .ele é 100%dependente de mim., sei o qto sofro pra dar um pouco de distração à ele.Posso dizer q é impossível. , pq ñ vejo nd com acesso a cadeirante.Deus te ilumine sempre

    Reply
  • Pingback:Primeiro parque para crianças com deficiência de São Paulo é inaugurado |

  • 2 de fevereiro de 2016 at 22:25
    Permalink

    Parabéns pela iniciativa!
    Quando os gestores das Grandes e pequenas cidades vão ter essa noção de inclusão?
    Exemplo!

    Reply
  • 4 de fevereiro de 2016 at 20:00
    Permalink

    Fisioteraloucos????? Francamente, na contramão da iniciativa, o nome é altamente depreciativo.

    Reply
    • 5 de fevereiro de 2016 at 19:59
      Permalink

      Não é não. Nome forte, uma das maiores páginas de Fisioterapia do Brasil e você está aqui, então não somos depreciativos.

      Abraços

      Reply
      • 8 de fevereiro de 2016 at 14:22
        Permalink

        Ameiiiii a resposta, bem sábia, sou educadora, amooooo o que faça é dom de Deus……Parabéns! !!!!

        Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *