Fisioterapia do Pavimento Pélvico nos Jogos Olímpicos do Rio.

olympics_day_2_gymnastics_artistic_8j_t1agjzrvl_0809035515

As disfunções do pavimento pélvico em atletas de alta competição tem vindo a aumentar de uma forma global, sendo relatado em diferentes faixas etárias, especialmente a incontinência urinária, o problema mais comum.

Para qualquer indivíduo esta é uma patologia com enorme impacto a nível da qualidade de vida, mas em atletas pode mesmo afetar negativamente o desempenho desportivo.

Cristiane Carboni, membro da International Continence Society, apresentou recentemente a equipa de fisioterapia do pavimento pélvico que está presente nos Jogos Olímpicos de 2016. Esta equipa de especialistas irá dar apoio aos atletas através de terapias específicas para os músculos do pavimento pélvico e programas de exercício de fortalecimento da musculatura.

A equipa é composta por três fisioterapeutas brasileiras especializadas na área: Camila Garcia de Carvalho, Liris Wuo e Aline Rosseto, juntamente com a diretora clínica e ginecologista Maita Poli de Araújo. Todas as três fisioterapeutas são do setor de Gynecology Sport da Universidade Federal de São Paulo/UNIFESP.

Este projeto tem como objetivo educar os atletas sobre a anatomia e função das estruturas pélvicas, com palestras e atividades de consciência corporal. Os exercícios são baseadas no Pelvic Sports Program, que foi demonstrado ser eficaz para melhorar a função dos músculos do pavimento pélvico em atletas.

Cursos_Resportes_Banner

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *