Dia do Idoso: Nada frágil, nova terceira idade aposta no esporte para aumentar qualidade de vida

idosos_peso_flipper
Mas muito se engana quem pensa que a nova tendência demográfica serviu apenas para impulsionar o comercio de crochê e dominó. Isso porque, principalmente, nos últimos tempos, os idosos tem se caracterizado por apresentar um perfil bem diferente do comumente retratado em nossas literaturas e dramaturgias.
Mais ativos e antenados e muito longe de aposentar as chuteiras, os idosos, que comemoram em 1° de outubro o Dia Internacional da Terceira Idade, tem se caracterizado por ocupar cada vez mais espaços sociais. Presentes no Whatsapp e conectados ao Facebook, esses novos senhores e senhoras chamam a atenção por decidirem com rara sabedoria a hora de deixar a sedentária diversão virtual para os mais novos e investir com afinco em práticas esportivas.
Nas academias, para atividades que variam de pilates a musculação, têm feito uso do esporte como uma mola propulsora para uma vida mais dinâmica, que envolve maiores gastos com viagens e com produtos que gostam. Para além dos ganhos estéticos, a nova rotina está intimamente relacionada ao aparecimento de idosos mais vigorosos que, pelo estímulo constante de exercício físico, viram sua longevidade crescer consideravelmente, asseguraram uma melhor qualidade de vida.
De modo que não chega a ser mais uma imagem nova encontrar idosos malhando semanalmente em aparelhos antes de uso exclusivos da moçada marombada, como o leg-press, cadeira extensora e cadeira flexora, como uma forma de melhorar a qualidade de seus deslocamentos. Já outros exercícios específicos adicionados na série de musculação podem ajuda a prevenir até mesmo as dores na coluna na terceira idade.
– Como as atividades físicas atuam fortalecendo os músculos que dão o aporte à coluna acabam impedindo o aparecimento de dores nas costas. Além disso, o exercício ajuda na redução do peso e da gordura corporal, prevenindo significativamente os sintomas associados à osteoporose, osteoartrite, artrite reumatoide e doença degenerativa de disco. Dessa forma, quando a coluna está fortalecida, consegue suportar as cargas enfrentadas, evitando o comprometimento estrutural – explica o presidente do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, Dr, Helder Montenegro.
Se dentro da academia, o pilates já não reina soberano na preferência da terceira idade, fora de seus quatros muros a caminhada ainda possui a liderança com certa folga no coração da terceira idade assegurada. No entanto, o curioso aumento no número de pessoas que decidiram a adotar a corrida como principal esporte após a velhice não passa despercebido.
Com o sinal verde dos especialistas em saúde, o novo hobby desta turma da terceira é capaz de controlar, tratar e prevenir doenças como diabetes, enfermidades cardíacas, hipertensão, varizes, enfermidades respiratórias. Além disso, a prática também propicia ao idoso qualidade no processo de envelhecimento oferecendo melhores noites de sono e estabilidade do peso ideal.
– Nesta etapa da vida, o quadril torna-se mais rígido, a coluna possui limitações de movimento, as fibras musculares, a estrutura nervosa e principalmente, a massa óssea, vão se perdendo ao longo dos anos. A prática da corrida auxilia na diminuição da perda da massa óssea e aumenta a massa muscular, o que faz com que a composição corporal melhore e a estabilidade articular aumente, prevenindo as quedas comuns da terceira idade – explica Montenegro.
Mas, antes de iniciar qualquer atividade física, aponta o fisioterapeuta Helder Montenegro, é importante buscar orientação de um médico para que ele faça a avaliação clínica e determine os limites de acordo com cada atividade.

– Depois da avaliação médica, o segundo passo é buscar orientação dos profissionais de educação física para que eles instruam corretamente a respeito da maneira como praticar cada modalidade, obviamente, respeitando os limites do seu corpo – conclui o Dr. Helder Montenegro.

 

Fonte: http://www.cenariomt.com.br/noticia/475509/dia-do-idoso-nada-fragil-nova-terceira-idade-aposta-no-esporte-para-aumentar-qualidade-de-vida.html

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *