Com paralisia cerebral garoto realiza sonho de andar em viatura da policia militar

1765_viatura

Para uma família de Agudos (13 quilômetros de Bauru), 2016 começou com a concretização de um sonho. Após receber a notícia de que a mãe de um garoto de 9 anos tinha ido até a base da Polícia Militar (PM) para tentar realizar o desejo do filho de andar na viatura da PM, na última segunda-feira (4), equipe da Força Tática foi até a casa dela para atender esse pedido especial. A alegria estampada no rosto do menino, que quer ser policial militar, emocionou a equipe.

O intervalo entre a ida da autônoma Maristela Gonzaga de Carvalho à base da PM de Agudos e a visita do sargento Buzolin e do cabo Richard à residência dela, no Jardim Europa, foi de apenas duas horas. O cabo conta que eles foram recebidos pelo filho dela, o estudante Luís Otávio, com um sorriso. “Nós colocamos ele no banco da frente, o sargento foi para o banco de trás e nós falamos: Agora você é o chefe, você comanda”, diz.

Luís Otávio foi quem definiu o trajeto. Na volta para casa, fez um único pedido: parar em frente à casa do melhor amigo Léo que, segundo o garoto, também quer ser policial. “Aí foi aquela festa, todas as crianças tirando fotos. É uma sensação maravilhosa”, resume o cabo, que elogiou a postura da mãe. De acordo com ele, ela não mediu esforços para ver o sonho do filho realizado. “Ela é mãe de coração e de alma, uma guerreira”, define.
CursosTopo

Rotina

Maristela usou as redes sociais para agradecer o carinho da PM com seu filho. “Obrigada por atender meu pedido que, com certeza, deixou a tarde dele mais feliz”, escreveu. Ela diz que faz de tudo para que Luís Otávio, que tem paralisia cerebral e foi adotado com 1 ano, tenha uma vida normal. “Eu não aceito que alguém fale que ele não consegue fazer alguma coisa”, afirma.

Em razão da paralisia cerebral, ele só anda de cadeira de rodas ou apoiado em alguém. O dia a dia se divide entre sessões de fisioterapia e cirurgias nas pernas.

O estudante também chegou a fazer aulas de equoterapia. Apesar da limitação, porém, ele sabe nadar, joga bola e anda sozinho em uma bicicleta adaptada. “A cada dia acontece uma coisa nova”, conta a mãe.

Para estimular o desenvolvimento do filho, que cursa o terceiro ano do ensino fundamental, ela instalou barras de apoio no corredor de casa e comprou uma piscina para que ele mantenha uma rotina de exercícios.

Maristela de Carvalho, que tem outras duas filhas, de 17 e 21 anos, e trabalha vendendo salgados, revelou o seu maior sonho: “Meu sonho é ver o Luís andando”, afirma.

Policial Militar

Maristela de Carvalho diz que o desejo do filho de se tornar policial militar começou nas aulas de equoterapia, na sede do Comando de Policiamento do Interior 4 (CPI-4), em Bauru. “Ele sempre diz que quer ser policial”, revela. “E ele tinha loucura para andar numa viatura. Quando eu saio para passear com ele de cadeira de rodas, ele não pode ver uma viatura que fica maluco”. Ela explica que decidiu fazer o pedido à PM para ver o filho feliz. “Eles falaram que vinham, mas eu não pensei que fosse tão rápido”, declara.

Fonte: http://www.jcnet.com.br/Regional/2016/01/policia-militar-realiza-sonho-de-garoto-de-9-anos.html

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *