15 princípios básicos que todo Fisioterapeuta deveria saber sobre a dor lombar

RTEmagicC_dor_lombar.jpg

Segundo o Global Burn of disease a dor lombar é atualmente a maior causa de incapacidade do mundo e seus custos com tratamento são maiores quando comparados ao tratamento de câncer e diabetes juntos.

Fisioterapeutas estão diariamente trabalhando com esse perfil de pacientes e penso que já está mais do que na hora de começarmos a despertar para esses dados tão alarmantes. Segundo recente estudo, basear o tratamento em evidências é uma arma segura para reduzirmos custos e melhorar a qualidade terapêutica de nossas condutas frente a essa condição de saúde tão relavente.

Desta forma, O’ Sullivan, que é um dos grandes pesquisadores em dor lombar, trouxe 15 passos fundamentais (todos baseados em evidências) que TODO FISIOTERAPEUTA deveria saber e adotar em sua prática clínica. Dentre elas podemos citar:

  1. Dor lombar é comum e normal: O que não é comum é persistir com dor por longos períodos (mais de 3 meses).
  2. Exames de imagem são raramente necessários para explicar dor aguda.
  3. A interpretação dos exames de imagem deve vir sempre com uma interpretação de profissionais da saúde.
  4. A dor lombar não é causada por alguma coisa “que se deslocou da coluna”: Ainda há a crença de que dores lombares são causadas por deslocamento das vertebras e que isso pode ser revertido com tratamentos para “reposicionar os ossos”.
  5. Repouso absoluto deitado na cama NÃO É BENÉFICO na maioria dos casos.
    6. Mais dor lombar não quer dizer um dano maior na coluna.
  6. Somente uma pequena parcela da população com dor lombar necessita cirurgia.
    8. Mochilas nas costas de crianças são seguras, porém se preocupar com essas mochilas pode ser danoso pela proteção gerada devido ao medo.
  7. A postura perfeita para se sentar parece não existir.
  8. Carregar pesos, fletir e rodar o tronco são atividades seguras, se realizadas da forma adequada e dentro dos limites do corpo.
  9. Evitar atividades e mover-se cuidadosamente não auxilia no tratamento da lombalgia a longo prazo.
  10. Sono ruim pode influenciar a dor lombar.
  11. Estresse, mau humor e preocupações podem influenciar a dor lombar.
    14. Exercícios são bons e seguros.
  12. Dores lombares crônicas podem ter tratamento conservador (não deixe seu paciente desistir

Referências

Global Burden of Disease Study C. Global, regional, and national incidence, prevalence, and years lived with disability for 301 acute and chronic diseases and injuries in 188 countries, 1990-2013: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2013. Lancet. 2015.

Texto completo em: http://www.independent.ie/life/health-wellbeing/15-things-you-didnt-know-about-back-pain-31367264.html.
Banner_FisioComEvid

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *